• DirtAction

Motocross pelo Mundo


Dylan Ferrandis/Yamaha - foto promotocross.com

Reta final de temporada e muitas novidades no mundo do motocross, como aposentadoria de pilotos, retirada de grande patrocinador, mudanças nas equipes entre outras coisas. Abaixo resumo das novidades desta semana no Motocross pelo Mundo.


Aposentadoria - Dois nomes do motocross mundial anunciaram suas aposentadorias. O belga Clement Desalle da equipe oficial Kawasaki no Mundial de Motocross comunicou sua aposentadoria. Ele foi durante muitos anos vice-campeão da MXGP e coleciona muitas vitórias em GPS.


Clement Desalle/Kawasaki - foto mxgp.com

Outro que anunciou a aposentadoria foi o americano Thomas Covington, que competiu muitos anos no mundial em equipe oficial da Husqvarna, retornou aos Estados Unidos, mas sem grandes resultados. Apesar de ser um piloto jovem ele decidiu abandonar a carreira profissional


Fora do time - A poderosa equipe da categoria 250cc dos campeonatos americanos, a Geico/FC Honda, comunicou que não vai ter renovado o contrato com a Geico. A Factory Connection informou que vai se retirar dos campeonatos americanos, lembrando que nesta temporada contou com grandes pilotos como Jeremy Martin.


A ultima participação da equipe Geico Honda no AMA Motocross foi na final do campeonato, no circuito Fox Raceway na Califórnia. E a equipe deu show, conquistando a vitória nas duas baterias da 250cc, com Jeff Lawrence e Jeremy Martin, com primeiro lugar no pódio para Lawrence, sem esquecer que o vencedor da etapa na 450cc, foi Chase Sexton, que neste ano no supercross competiu pela Geico Honda na 250 e conquistou o título. E para fechar a temporada com chave de ouro, o outro piloto da equipe, Christina Craig que também competiu no motocross 450cc, foi segundo colocado nesta final. Realmente uma maneira vitoriosa de fechar a temporada.


Mudanças nas equipes - E por falar em Jeremy Martin ele se transferiu para  a equipe Star Yamaha juntamente com o piloto Christina Craig para competir na 250cc, sendo que ambos competiram nesta temporada pela Geico Honda. E por falar na equipe, seu piloto Dylan Ferrandis, que nesta temporada conquistou os títulos do supercross motocross se transferiu para a categoria 450cc na mesma equipe. 

E vale lembrar que Justin Barcia, está quase certo para integrar a nova equipe da Gas Gas.


Jeremy Martin - Foto promotocross.com

Dylan Ferrandis - Equipe Monster Enregy Yamaha - “É um sonho meu lutar por um campeonato na classe 450 nos EUA. Estou muito feliz por poder fazer isso com a equipe Monster Energy Star Yamaha. Eu me sinto em casa lá. Ainda me sinto no paraíso com dois campeonatos este ano, mas voltaremos ao trabalho para lutar na próxima temporada. ”

Jeremy Martin - Equipe Monster Energy Star Yamaha Racing 250: “Estou muito animado por ter a oportunidade de voltar à Yamaha para o próximo ano com a equipe Monster Energy Star Yamaha Racing. Eu ganhei dois campeonatos com eles no passado, então estou animado para começar de onde parei e terminar minha carreira de 250 com um estrondo! ”

Christian Craig - Monster Energy Star Yamaha Racing 250 Team: “Mudar para a Monster Energy Star Yamaha Racing Team é um grande negócio para mim. Finalmente, neste ano, eu sabia que precisava sair da minha zona de conforto se quisesse levar minha carreira para o próximo nível. Todo o programa deles tem muita estrutura, o que é algo que sempre me beneficiou e ajudou minha confiança. Estou extremamente grato por começar o próximo capítulo da minha carreira com esses caras e estou ansioso para apresentar os resultados que sei que sou capaz. ” 







REVISTA DIRT ACTION

  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram