Guadagnini na 450cc



Foto Juan Pablo Acevedo

Mattia Guadagnini, da Red Bull GASGAS Factory Racing, saltará para o MC 450F no restante do Campeonato Mundial de Motocross da FIM de 2022 e sua estreia acontece já na próxima etapa em Riola na Itália..

Depois de algumas primeiras corridas desafiadoras na MX2, Mattia Guadagnini correrá na categoria MXGP nas próximas paradas do Campeonato Mundial de Motocross FIM de 2022. '101' já testou seu novo equipamento e há muita emoção no ar enquanto o esquadrão GASGAS vai para o Grande Prêmio da Sardenha. Competindo com apenas 20 anos de idade, Guadagnini será capaz de absorver muito conhecimento sobre o MC 450F e colocar isso em bom uso no futuro. É um momento tão emocionante para ele aprender e crescer na muito competitiva divisão MXGP. Todos na GASGAS Factory Racing estão satisfeitos em vê-lo atingir outro marco em sua carreira. Mattia Guadagnini: "Eu tinha grandes expectativas para esta temporada. Eu me preparei muito bem com a equipe, mas as coisas nas corridas deram errado muitas vezes. Cometi erros e também tive azar! Ainda não estamos na metade da temporada, mas, realisticamente, é muito difícil alcançar os objetivos que eu tinha estabelecido para mim mesmo. Eu pensei que seria mais lógico olhar para a frente e me preparar para a próxima temporada, especialmente porque eu tenho tantas etapas para me adaptar a MC 450F. Falei sobre isso com De Carli e a equipe, e talvez essa mudança seja positiva para todos. Agradeço à equipe e à gestão por essa oportunidade." Claudio De Carli: "Entre erros e episódios de azar, Mattia está passando por um período difícil. Todos nós conhecemos o seu talento – ele pode voltar a fazer muito bem e ainda está entre os dez primeiros na MX2. Mattia sempre trabalha com grande comprometimento e é um piloto maduro, determinado, profissional e muito rápido. Falamos sobre isso, pelo interesse dele, e entre as várias possibilidades ele mesmo decidiu mudar para a categoria MXGP. Esta transição foi planejada para a próxima temporada, mas estamos todos convencidos de que é uma boa solução para fazer a mudança imediatamente. Na MXGP ele não terá que se preocupar com os resultados. Há treze rodadas para correr, nas quais ele pode se familiarizar com as 450 e, assim, preparar-se da melhor maneira possível para 2023." A Red Bull GASGAS Factory Racing continuará a ser representada por Simon Langenfelder na divisão MX2. Langenfelder é o terceiro na classificação do campeonato e tem uma vitória em Grand Prix até agora.

PRO TORK.jpg
capa_dirt_319_abr22.png
capa_moto_176_abr22.png
capa_guiamoto_jan21.png
capa_bike_259_mar22.png
CAPA-GUIA-DE-BIKES-2022-ED10-B.jpg
new classic (227 px × 227 px).jpg