REVISTA DIRT ACTION

  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram

Sertões - Tunico Maciel vence a segunda etapa e assume a liderança

 

O mineiro Tunico Maciel é o novo líder da classificação geral das motocicletas no Sertões 2019. Com a CRF 450RX, o piloto da equipe Honda Racing foi o mais rápido da segunda etapa do rali, realizada nesta segunda-feira (26/8) entre Costa Rica (MS) e Barra do Garças (MT), mantendo a ponta da tabela na disputa da classe Production Aberta. O esquadrão vermelho também alcançou o primeiro lugar da Super Production, com o gaúcho Gregorio Caselani - segundo colocado da geral. 
 

O percurso do dia incluiu 647 quilômetros, 536 deles de especiais (trechos cronometrados). A entrada no estado do Mato Grosso teve desafios variados, como trechos de serra, areia, cascalho, travessia de rios e retas de alta velocidade. As lombas foram outra característica do roteiro, bem como as zonas de radar. 
 

“A etapa de hoje foi muito desgastante, principalmente por conta das lombas. Eu me senti confiante e ataquei em alguns trechos onde fiquei mais à vontade. O Sertões é muito longo, não pode arriscar tudo de uma vez só. É preciso pegar confiança para, etapa a etapa, construir o resultado e conquistar a vitória”, explica Maciel, que defende o título das motocicletas. 
 

Para chegar à ponta da tabela na Super Production, Caselani levou um grande susto. “Tive que desviar de um carro e saí da pista, tomei um tombo leve que agora está incomodando. Não é fácil, mas vou recuperar para seguir em frente”, conta o piloto, campeão do Sertões em 2016, enquanto passava por sessão de massoterapia justamente para recompor o físico. 
 

Jean Azevedo completou a trinca da Honda na classificação geral das motos. O heptacampeão do Sertões também subiu uma posição na Super Production e agora está na vice-liderança. “Tivemos a maior especial da história do Sertões nesses 27 anos. Foi um dia muito duro pelos saltos e pela quilometragem, que exige muito dos pilotos. Chegamos 100% no Mato Grosso, bem como as motos Honda CRF 450RX, que só precisam passar por uma manutenção de rotina para a terceira etapa”, conclui.

 

O maranhense Marcelo Medeiros (foto Eduardo Carvalho/Sig Comunicação), bicampeão dos Sertões, manteve a liderança entre os quadriciclos, e, de quebra, garantiu a permanência em seu pescoço do “colar do líder” (prerrogativa dos melhores do dia, dentro da competição), recebido ontem à noite, durante o briefing dos participantes. O piloto da Yamaha YFM 700 #102 finalizou os duríssimos 533 quilômetros de especial desta segunda-feira – a segunda mais longa da competição – em 7h14min55seg.

 

 

 

“A etapa de hoje foi bem longa e cansativa. Começou bem rápida, com longas retas e, a partir do quilômetro 180, começou a ficar mais travada. Depois pegamos 100 quilômetros de areião. Mesmo assim, conseguimos impor um bom ritmo sem cometer erros e chegar no final, na primeira colocação. Agora vamos fazer uma minuciosa revisão no quadri e nos preparar para largar amanhã para mais um novo desafio”, comenta o líder dos quadriciclos.

  

Nesta terça-feira (27/8), a caravana do rali chega ao estado de Goiás, na cidade de São Miguel do Araguaia. A terceira etapa da prova soma 764 km (403 de especiais). O trecho cronometrado promete muitos desafios, como depressões de poças secas (DEPS), pontes com vão central, navegação apurada e retas de alta velocidade. 
 

Patrocinado pela Honda, o 27º Sertões largou no dia 25 de agosto de Campo Grande (MS). O rali conta com oito dias de disputas até a chegada em Aquiraz (CE), marcada para 1º de setembro. O roteiro total é de 4.890 quilômetros, sendo 2.861 de especiais (trechos cronometrados), com passagem por seis estados: Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás, Tocantins, Piauí e Ceará. A prova inclui também categorias para carros, UTVs e quadriciclos.
 

A equipe Honda Racing de Rally Cross Country é patrocinada por Pro Honda, ASW, Michelin, DID e Seguros Honda.
 

Sertões 2019 - Classificação após duas etapas (resultados extraoficiais)
 

Classificação geral – Motocicletas
1 - Tunico Maciel #1 - 11:25:22.5 - Honda CRF 450RX
2 - Gregorio Caselani #5 - 11:32:10.1 - Honda CRF 450RX
3 - Jean Azevedo #3 - 11:44:07.2 - Honda CRF 450RX
4 - Bruno Leles #18 - 12:03:01.0
5 - Ricardo Martins #2 - 12:16:25.9
 

Categoria Super Production
1 - Gregorio Caselani #5 - 11:32:10.1 - Honda CRF 450RX
2 - Jean Azevedo #3 - 11:44:07.2 - Honda CRF 450RX
3 - Bruno Leles #18 - 12:03:01.0
4 - Ricardo Martins #2 - 12:16:25.9
5 - Ramon Sacilotti #11 - 12:56:46.6
 

Categoria Production Aberta
1 - Tunico Maciel #1 - 11:25:22.5 - Honda CRF 450RX
2 - Tulio Malta #4 - 12:29:33.3
3 - Vítor Closs #9 - 12:42:03.7
4 - Mário Marchiori #8 - 12:45:11.2
5 - Rafael Milan #12 - 12:59:20.1

 

Quadriciclos

1º) #102 -Marcelo Medeiros, 7h14min55seg
2º) #107 - Milton Martens, 7h52min17seg
3º) #102- Wescley Dutra, 8h04min51seg
4º) #105 - Giovanni de Castro, 8h31min51seg
5º) #104 -Hélio Pessoa (não completou a prova)
6º) #106 - Fábio Freire (não completou a prova)

Sertões 2019 - 2ª etapa (resultados extraoficiais)
 

Classificação geral – Motocicletas
1 - Tunico Maciel #1 - 06:09:06.8 - Honda CRF 450RX
2 - Gregorio Caselani #5 - 06:12:30.7 - Honda CRF 450RX
3 - Jean Azevedo #3 - 06:20:50.1 - Honda CRF 450RX
4 - Tulio Malta #4 - 06:36:14.6
5 - Bruno Leles #18 - 06:38:00.9
 

Categoria Super Production
1 - Gregorio Caselani #5 - 06:12:30.7 - Honda CRF 450RX
2 - Jean Azevedo #3 - 06:20:50.1 - Honda CRF 450RX
3 - Bruno Leles #18 - 06:38:00.9
4 - Ricardo Martins #2 - 07:00:38.0
5 - Ramon Sacilotti #11 - 07:22:05.7
 

Categoria Production Aberta
1 - Tunico Maciel - 06:09:06.8- Honda CRF 450RX
2 - Tulio Malta #4 - 06:36:14.6
3 - Mário Marchiori #8 - 07:05:11.7
4 - Vítor Closs - 07:05:22.1
5 - Rafael Milan #12 - 07:09:46.7

 


Programação Sertões 2019:


27/8 - Terça-feira 

3ª etapa - Barra do Garças (MT) a São Miguel do Araguaia (GO)

Deslocamento inicial - 111 km Especial (Cronometrado) - 403 km 

Deslocamento final - 250 km Total do dia - 764 km

 

A especial começará rápida e terá como marca principal as depressões de poças secas (DEPS), obstáculos durante a pilotagem. O trajeto, que tem como destino final o Estado de Goiás, incluirá algumas pontes, com vão central, que exigirão cuidados nas passagens e atenção na navegação. Grandes retas também estarão no caminho nesse terceiro dia de competição.

 

28/8 - Quarta-feira 

4ª etapa - São Miguel do Araguaia (GO) a Porto Nacional (TO)

Deslocamento inicial - 69 km| Especial (Cronometrado) - 275 km 

Deslocamento final - 226 km Total do dia - 570 km

 

O quarto dia entrará no Tocantins e será de preparação para a etapa Maratona, na qual os competidores não poderão ter ajuda da equipe na manutenção dos veículos. Será uma especial do início ao fim bem prazerosa, com cascalho, piçarras, gostosa de acelerar e bem técnica. O percurso incluirá estradas de fazendas, algumas mais estreitas, mas sem grandes dificuldades.

 

29/8 - Quinta-feira 

5ª etapa - Porto Nacional (TO) a São Félix do Tocantins (TO) – Maratona

Deslocamento inicial - 142 km Especial (Cronometrado) - 330 km 

Deslocamento final - 3 km Total do dia - 475 km

 

A primeira parte da etapa Maratona será com um visual bem bonito do Jalapão, região marcante na história do Sertões. Porém, o desafio estará no piso de muita “quebradeira”, com erosões e pedras, mais abrasivo do que nos dias anteriores. Haverá passagens em rios, grandes retas com areia pesada e terra batida. A atenção deverá estar na mudança de cores no piso e também na hidratação.

 

30/8 - Sexta-feira 

6ª etapa - São Félix do Tocantins (TO) a Bom Jesus (PI) – Maratona

Deslocamento inicial - 0 km Especial (Cronometrado) - 535 km 

Deslocamento final - 2 km Total do dia - 537 km

 

O dia da última parte da etapa Maratona ficará marcado pela maior especial da história do Sertões, em 27 anos. Será o trecho mais importante da edição, com muita areia, grandes retas, poucas sombras, descidas de serras, bem árido, com todos os tipos de pisos. Destaque para a paisagem durante a passagem pelos cânions de Bom Jesus, no Piauí.

 

31/8 - Sábado 

7ª etapa - Bom Jesus (PI) a Crateús (CE)

Deslocamento inicial - 2 km Especial (Cronometrado) - 325 km 

Deslocamento final - 628 km Total do dia - 955 km

 

Depois de seis dias muito intensos nas especiais, o Sertões 2019 começará a diminuir forte o ritmo nos trechos cronometrados. Porém, será a etapa mais longa da edição em quilometragem, com um deslocamento final de 617 km - um desafio extra para todos os pilotos, que terão que controlar o sono e o cansaço antes da chegada no penúltimo destino, em Crateús (CE).

 

1/9 - Domingo

8ª etapa - Crateús (CE) - Aquiraz (CE)

Deslocamento inicial - 428 km Especial (Cronometrado) - 18 km 

Deslocamento final - 6 km Total do dia - 452 km 

 

O dia iniciará com um deslocamento direto para a especial de 30 km nas dunas de Aquiraz (CE). Será um circuito de 10 km, com três voltas nas areias, uma dinâmica bem diferente das demais especiais. A largada será em linha e a chegada, no Beach Park, famoso parque aquático da região.

 

Total de especiais - 2.858 km 

Total da prova - 4.887 km 


 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Please reload

capa_bike_230_outubro19.png
capa_dirt_289_outubro19.png
capa_guiadirt_fev19.png
revista_mockup_guia-bike.png
AMERICA SPORTS SITE.jpg
Captura_de_Tela_2019-01-14_às_20.48.14.p
PRO TORK.jpg
capa_moto_146_outubro19.png
banner-dirt.png
Banner Dirt.png
18588_midia_dirtaction_NOVEMBRO_300x100p
REV00_BETA_Banner_Beta_RR200+Xtrainer_A_
REV00_BETA_Banner_Beta_RR200+Xtrainer_B_
BannerAMA.png
300X250.gif
Banner---Revista-Gaya.gif