top of page

Yamaha é CAMPEÃ ANTECIPADA do Brasileiro de Motocross


Aaron Plessinger (KTM) - Foto ALIGN MEDIA

O Brasileiro de Motocross 2023 tem um time campeão de forma antecipada: a Yamaha garantiu o título da categoria principal, a MX1, na 6ª rodada, neste domingo, 17, em Limeira/SP.


Os dois pilotos da Yamaha Monster Energy Geração, Fabio Santos e Paulo Alberto somaram tantos pontos que nenhum outro piloto na disputa pode alcançá-los. Na rodada final, que será em Canelinha/SC, no dia 1º de outubro, somente eles podem ser os campeões.


O domínio da Yamaha na principal categoria do campeonato foi avassalador! Das 12 baterias disputadas na temporada, a Yamaha marcou os pontos do primeiro lugar em 11 delas: Fábio Santos venceu seis baterias, Paulo Alberto venceu duas e Gustavo Pessoa, piloto do programa Yamaha bLU cRU, que ocupa a 3ª colocação no campeonato, somou pontos de primeiro colocado em mais três baterias.


Com o título da MX1 garantido para a Yamaha Monster Energy Geração, a equipe comemora o 8º título em 12 anos de equipe. Ao todo, são 35 conquistas da Yamaha na história, nas categorias MX1 e MX2 (antigas 250cc e 125cc).


O time azul ainda pode chegar a 36 títulos neste ano, já que Guilherme Bresolin, piloto da Yamaha Monster Energy Geração na classe MX2, está com a mão na taça e pode confirmar o troféu em Canelinha, na rodada final.


Categoria MX2


O jovem Guilherme Bresolin chegou a Limeira com uma vantagem na liderança do campeonato de 42 pontos. Na primeira bateria não largou bem, mas fez uma excelente corrida de recuperação e finalizou em terceiro lugar. Na segunda bateria largou entre os primeiros da categoria e, mesmo fazendo uma corrida sem riscos e de olho no título do campeonato, imprimiu um ritmo forte o suficiente para finalizar na primeira colocação.


Com os resultados, o piloto da YZ250F tem agora 8 vitórias em 12 baterias na temporada e abriu uma vantagem de 40 pontos para o segundo colocado. Com essa vantagem, basta terminar uma das duas baterias da rodada final na 11ª colocação para comemorar o título de Campeão Brasileiro na MX2.


Marcello Leodorico viveu um domingo complicado e, com dores nos braços, não conseguiu completar as duas baterias.


Recuperando de lesão


Para a categoria Feminina a rodada contou como etapa final do campeonato. Com uma lesão no joelho, a então vice-líder Sarah Raquel não participou da corrida e com os resultados finalizou a temporada na 4ª colocação. A vice-campeã foi a piloto do programa bLU cRU Thaís de Castro, com uma YZ250F.


Gabriel Andrigo, lesionado na mão, ficou fora desta etapa e deve retornar às pistas na final do campeonato


Confira abaixo os resultados da rodada e a análise dos pilotos para esta 6ª etapa em Limeira/SP.


Os patrocinadores da equipe são: Monster Energy, Grupo Geração, ASW Racing, Júpiter Baterias, Yamalube, Consórcio Yamaha, Vedamotors, Geração Adventure, Brasil Racing, Philips OneBlade, Diafrag, Durag, DID, MotoStyle, Fokus, Aqualis e Nitro Mousse.



CLASSIFICAÇÃO DO BRMX 2023


Categoria MX1

1º) Fábio Santos – Yamaha Monster Energy Geração / 280 pontos

2º) Paulo Alberto – Yamaha Monster Energy Geração / 245 pontos

3º) Gustavo Pessoa – bLU cRU Yamaha / 223 pontos

4º) Dudu Lima / 197 pontos

5º) Jetro Salazar / 186 pontos

8º) Gabriel Andrigo – Yamaha Monster Energy Geração / 106 pontos


Categoria MX2

1º) Guilherme Bresolin – Yamaha Monster Energy Geração / 276 pontos

2º) Bernardo Tibúrcio / 236 pontos

3º) Gabriel Mielke / 194 pontos

4º) Vitor Hugo Borba / 194 pontos

5º) Marcello Ratinho Lima / 188 pontos

7º) Marcello Leodorico – Yamaha Monster Energy Geração / 151 pontos


Categoria MXF – Classificação Final

1º) Maiara Basso / 116 pontos

2º) Thaís de Castro – bLU cRU Yamaha / 102 pontos

3º) Luanna Neves / 86 pontos

4º) Sarah Raquel – Yamaha Monster Energy Geração / 83 pontos

5º) Paola Menegusso / 73 pontos



Resultado final – 6ª Etapa – Limeira/SP


Categoria MX1 – Soma das duas baterias

1º) Stephen Rubini / 50 pontos*

2º) Gustavo Pessoa – bLU cRU Yamaha / 44 pontos

3º) Fábio Santos – Yamaha Monster Energy Geração / 38 pontos

4º) Paulo Alberto – Yamaha Monster Energy Geração / 36 pontos

5º) Fredy Spagnol / 28 pontos

*Piloto estrangeiro/convidado, não pontua no campeonato


Categoria MX2 – Soma das duas baterias

1º) Bernardo Tibúrcio / 47 pontos

2º) Guilherme Bresolin – Yamaha Monster Energy Geração / 45 pontos

3º) Eric Tomas / 35 pontos

4º) Gabriel Mielke / 34 pontos

5º) Vitor Borba / 31 pontos



Resultados extra-oficiais





.


























Comments


PRO TORK.jpg
CAPA 344.jpg
capa_bike_273_mai23.png
capa_bike_GUIA23.png
POST REDE SOCIAL.png
BANNER MICHELIN JAN24.jpg
ConjuntoSPrint.gif
unnamed.jpg
unnamed (1).jpg
WhatsApp Image 2024-03-26 at 19.51.04.jpeg
bottom of page