• DirtAction

Sertões e Motul


Foto Gustavo Epifânio

A Motul é o novo patrocinador máster do Rally dos Sertões. O anúncio feito nesta segunda-feira, 1° de junho, em uma coletiva virtual com a participação dos CEOs Guillaume Pailleret, da Motul, e Joaquim Monteiro, da Dunas Race, empresa que organiza o Sertões. “É o coroamento de uma relação que foi sendo construída ao longo do tempo. Começamos apoiando equipes e pilotos, estivemos desde início ao lado da Self, que cresceu, encorpou e virou uma categoria dentro da prova. E, a partir deste ano, Motul e Sertões estão juntos e misturados”, comemora Pailleret.


O patrocínio é a maior ação do gênero promovida pela Motul no Brasil. Envolve a presença da marca em todas as etapas e modalidades da competição, fornecimento de lubrificante, acompanhamento técnico, além da chancela e parceria no Sertões Virtual By Motul e na categoria Self, que passa a se chamar Self by Motul.


O Sertões Virtual by Motul é o primeiro fruto dessa nova relação. Surgiu com o objetivo de movimentar os competidores do Sertões durante o isolamento social. Com apoio técnico da PlayStation e da ApexGT/AD78, mais de 60 pilotos e navegadores se inscreveram para participar de um rally virtual que, em desafio técnico e emoção, dado o sofisticado realismo dos games atuais, em nada fica devendo a uma prova off road de verdade. As diversas etapas da disputa, transmitidas ao vivo pelo canal do Sertões no Youtube e no Facebook, registraram picos de audiência de mais de 1k, até a grande final, no último sábado, 30 de junho, em que Lucas Moraes sagrou-se campeão virtual, unificando os títulos. Afinal, Lucas é o atual campeão do Sertões na categoria Carros. “Esse é um exemplo de como a parceria entre a Motul e o Sertões tem grande sinergia, o que abre um campo de possibilidades”, diz Pailleret.


A Motul está na origem da Self, a categoria dos fortes, uma vez que é disputada por pilotos de moto que cumprem todas as etapas da competição por contra própria, ou seja, sem o apoio de uma equipe. É preciso pilotar, navegar e consertar o equipamento. “É o off road em sua essência”, explica Pailleret. “Preservamos esse espírito na Self by Motul, mas vamos dar mais de condição para os pilotos mostrarem sua habilidade e resiliência”. Na largada, como é tradição, eles receberão um kit com ferramentas, acessórios e barraca e, ao longo das etapas, terão à disposição a cada cidade uma estrutura para se alimentar, dormir e revisar as motos. “Com o apoio da Motul, a categoria Self sobe de nível e se consagra como a porta de entrada para quem busca uma aventura incrível”, assegura Joaquim Monteiro.


A Motul, assim como o mundo todo, foi colhida de surpresa pela pandemia, o que exigiu ajustes em sua operação. Os planos de consolidação da presença da marca no Brasil, porém, foram totalmente preservados. O patrocínio do Sertões é a linha de frente dessa estratégia. “Nesse sentido, não há nada mais brasileiro no mundo das competições do que o Sertões. Estamos juntos para levantar a poeira desta terra e nos impregnarmos dela”, diz Pailleret.


É uma via de mão dupla. O Sertões, ao atravessar o país com as suas diversas etapas que vão além da competição esportiva, oferece à Motul um mergulho na alma brasileira. E a Motul, com sua tradição nas pistas e nas grandes competições mundiais, confere um status global ao maior rally das Américas. “Esse é o verdadeiro sentido da parceira: todos ganham”, exalta Pailleret. “A Motul traz muita coisa para o Sertões: tecnologia, inovação, experiência em provas internacionais. Com parceiros assim ficamos muito mais próximos de objetivos como o de levar o Sertões do Oiapoque ao Chuí em 2022”, diz Monteiro.





REVISTA DIRT ACTION

  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram