top of page

Metge vence primeiro dia do Sertões


Atual campeão, Adrien Metge lidera nas motos (Foto: Doni Castilho/Fotop/Sertões)

Retas, lombadas e muita velocidade. O Sertões BRB 30 anos largou para a maior edição de sua história (e o maior rally do mundo) em ritmo intenso. De Foz do Iguaçu a Umuarama, os competidores puderam extrair o máximo de seus veículos em um dia que definiu os primeiros líderes da competição. Foram 366 quilômetros, dos quais 172 cronometrados, atravessando fazendas de soja. E as passagens pelas zonas de radar se tornaram dor de cabeça para alguns dos destaques entre as motos, carros e UTVs. Não que os competidores tenham exagerado na velocidade nos pontos em que ela é limitada - bastavam alguns metros acima do exigido para gerar punições.


Sobre duas rodas, a briga pela liderança tem sotaque. Atual campeão, o francês Adrien Metge (Yamaha) saiu na frente. Mas é seguido de perto pelo argentino Martin Duplessis (Honda). Nessa disputa, o melhor brasileiro é Bissinho Zavatti (Honda), em terceiro."Hoje foi uma especial bem rápida, cheia de lombas. Consegui andar em um ritmo bom, mas infelizmente acabei tomando um penal. A maioria dos pilotos tomou, porque é um novo detalhe do regulamento, sobre entradas e saídas das zonas de radar. Amanhã temos uma especial maior e ainda temos muito caminho pela frente." disse Metge.


Martin Duplessis, da equipe Honda Racing, na primeira etapa dos Sertões 2022. Crédito: José Mário Dias/Mundo Press

“Começou o Sertões, estava há muito tempo esperando isso. A etapa foi rápida, com muitas lombas, boa para iniciar a prova. Estou feliz porque fiz uma etapa tranquila, com cabeça, me sentindo confortável com a moto. Fui segundo na geral e todos os pilotos estão com tempos bem próximos. Temos muito mais pela frente, amanhã será outro dia, outra etapa, e focar nisso que é importante”, avalia Duplessis.



Nos UTVs, o sobrenome dos três primeiros é o mesmo. Quem pensou em Varela, acertou. O pai Reinaldo, e o navegador Aristóteles Fiúza estão em vantagem. Seguidos pelos filhos Rodrigo (com Matheus Mazzei) e Bruno (ao lado de Gustavo Bortolanza). Como é costume numa modalidade com 73 máquinas em ação, as diferenças foram apertadas. Especialmente considerando que restam 13 etapas até Salinópolis (PA).


O veterano Reinaldo Varela faturou primeira etapa entre os UTVs (Foto: Doni Castilho/Fotop/Sertões)

Do Sul ao Sudeste


Neste domingo, o Sertões BRB 30 Anos ruma de Umuarama para o Portal do Oeste paulista. Presidente Prudente marca a entrada da caravana no Sudeste, com a etapa 'Braço Forte'. Um percurso total de 535 quilômetros, dos quais 303 cronometrados. Depois de um início veloz, com lombadas e saltos em piso arenoso, os competidores atravessarão um trecho de canaviais com caminhos mais estreitos e a promessa de muita navegação. À espera de pilotos e navegadores na Praça do Povo, a expectativa é de cerca de 30 mil pessoas. Uma recepção digna de uma edição festiva e histórica.

Confira os resultados no https://sertoes.com/resultados-app/

Etapa 2 - Braço Forte – 28/8 – Domingo

Umuarama (PR) - Presidente Prudente (SP)

DI – 20

TE – 303

DF – 213

TOTAL: 536

* DI = Deslocamento inicial. TE = Trecho Especial. DF = Deslocamento Final.

A história do nome “Umuarama” é um tanto inusitada. Apesar de ser uma palavra com elementos da língua Tupi, ela é um neologismo criado por um branco para dar nome a uma colônia de férias que ficava na região. Na tradução, ela significa: “lugar ensolarado para encontro de amigos”. Idílico! Mas o exato oposto do que será essa etapa que leva o nome de Braço Forte por ser uma das etapas mais difíceis de navegação da história do Sertões! Tem que dirigir com firmeza, se não…


Seguindo pelo cenário agrícola do Paraná, agora com mais destaque para os canaviais, a prova segue “na amizade” até o KM 200, onde há um ponto de abastecimento. A partir daí, a prova se transforma em um verdadeiro labirinto digno de Minotauro e a navegação vai pegar fogo. Pilotos que não escutarem atentamente o navega, vão ter uma crise na amizade entre piloto e navegador logo na segunda etapa.


É nela também que o Sertões rompe a sua primeira fronteira entre regiões, indo da região Sul para a Região Sudeste ao chegar ao Estado de São Paulo, em Presidente Prudente. E já que estamos falando em nomes, a cidade leva o nome do ex-presidente brasileiro Prudente de Moraes, sendo o primeiro civil a assumir o cargo. Mesmo assim, ficou marcado por uma campanha militar: ele foi presidente durante a Guerra de Canudos, mas isso é história para outros Sertões.


Resultado – 1ª Etapa - Geral 1) Adrien Metge - Yamaha IMS Rally Team / 2h21min41seg 2) Martin Duplessis - Honda / 2h22min55seg 3) Júlio César Zavatti - Honda / 2h22min57seg 4) Ricardo Martins - Yamaha IMS Rally Team / 2h24min09seg 5) Jean Azevedo - Honda / 2h25min56seg 6) Túlio Malta - Yamaha IMS Rally Team / 2h26min00seg

Resultado – 1ª Etapa – Categoria Moto1 1) Adrien Metge - Yamaha IMS Rally Team / 2h21min41seg 2) Martin Duplessis - Honda/ /2h22min55seg 3) Ricardo Martins - Yamaha IMS Rally Team / 2h24min09seg 4) Jean Azevedo - Honda / 2h25min56seg 5) Marco Pereira / 2h29min10seg


Resultado – 1ª Etapa – Moto 2 1) Júlio César Zavatti - Honda / 2h22min57seg 2) Túlio Malta - Yamaha IMS Rally Team / 2h26min00seg 3) J Fornazari / 2h26min15seg 4) Gabriel Soares - Honda / 2h26min37seg 5) Thiago Fantozzi / 2h35min06seg


Resultado - 1a. Etapa - Brasil

1 - Tiago Wernersbach - Honda - 02:38:41

2 - Adão Lemos - Honda - 02:46:05

3 - Marcelo Massanori #48 - 05:47:34





Comments


PRO TORK.jpg
Capa.png
capa_bike_281.png
capa_guia_bike_2024.png
POST REDE SOCIAL.png
ConjuntoSPrint.gif
unnamed.jpg
unnamed (1).jpg
WhatsApp Image 2024-03-26 at 19.51.04.jpeg
bottom of page