• DirtAction

Martin abandona o AMA SX


Surpreendendo o esporte, Jeremy Martin da equipe Geico Honda decidiu abandonar o restante da temporada do supercross, para não marcar mais pontos e conforme regras do campeonato, ser obrigado a se transferir para a categoria 450 na próxima temporada. Ele comentou que essa decisão foi dele e de sua equipe, pois ele ainda não está preparado para competir na 450cc e também pela dificuldade em conquistar uma vaga em uma equipe de fábrica na categoria rainha.


"Infelizmente, minha temporada do supercross chegou ao fim da em 2020. Pensei bastante em como anunciar publicamente que não vou competir nas últimas três corridas de sx este ano. A equipe e eu decidimos ser completamente honesto sobre a minha situação atual. Atingi o limite de elegibilidade para pontos na classe 250sx e quaisquer pontos adicionais me forçariam a entrar na classe 450 em 2021. Não há oportunidades nem vagas para mim em 2021 para a classe 450. Geico Honda não faz campanha na classe 450sx. Ainda não venci uma corrida este ano e sinto que antes de dar o passo para a classe rainha, preciso de mais um ano para melhorar meu desempenho e saúde e buscar uma vaga em uma equipe de fábrica na 450 para 2022. Tenho 27 anos e adoraria participar das corridas da classe 450, mas às vezes você tem que seguir o caminho mais longo, que agora está lambendo minhas feridas e continuando me reconstruindo." disse Martin.


Martin sofreu dois anos atrás uma lesão séria nas costas que o obrigou a realizar duas cirurgias, e com certeza não gostaria de se transferir para a poderosa categoria 450cc sem ter condições de competir com maior desempenho. Algumas pessoas criticaram essa atitude do piloto, já que todos os seus adversários na 250cc continuam a competir no supercross e terão pouco tempo para se preparar para a temporada do motocross.








REVISTA DIRT ACTION

  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram