• DirtAction

Dakar - Benavides e Honda campeões


Kevin Benavides/Honda

Nesta sexta-feira (15/01) aconteceu a última etapa do Dakar, entre Yanbu e Jeddah com 452km sendo 225km de especial e contou com a vitória de Ricky Brabec da Honda, seguido pelo companheiro de equipe Kevin Benavides, Matthias Walkner da KTM, Skyler Howes da KTM privado e Daniel Sanders da KTM oficial. Mas o campeão do Dakar deste ano é Benavides com seu companheiro Brabec em segundo e Sam Sanderland da KTM em terceiro.


Este é o primeiro título do piloto argentino, e o segundo consecutivo da Honda, no ano passado o americano Brabec recuperou o título para a marca depois de mais de 30 anos, lembrando que a KTM tinha o domínio da prova por 18 anos consecutivos. "A última etapa deste Dakar 2021 foi muito difícil: comecei em terceiro, pensei que seria mais fácil, mas não foi assim. No quilômetro 50, todos os pilotos da frente se perderam, então comecei a abrir a trilha. A etapa foi muito difícil de navegar, então fiquei muito focado em fazer as coisas bem. Dei tudo para alcançar esta vitória, que é um sonho que se tornou realidade para mim. Estou muito feliz e emocionado com isso. Cruzei a linha de chegada pensando em muitas coisas, com muita emoção. Estou muito feliz e estou vivendo esse momento. Quero agradecer a toda a equipe, começando pelos meus mecânicos, pelo excelente trabalho que fizeram neste ano difícil. Obrigado também à Honda por nos dar uma moto tão boa que tornou possível realizar este sonho.” afirmou Benavides.


A dupla brasileira Reinaldo Varela e Maykel Justo venceram a última etapa da categoria UTV, com Michal Goczal e Szymon Gospodarczyk em segundo e Kess Koolen e Jurgen Van Den em terceiro. Os campeões foram Francisco Lopez e Juan Pablo com a dupla Austin Jones e Gutavo Gugelmin em segundo, sendo que Varela e Justo finalizaram o Dakar na quinta posição, todos pilotando Can-Am.


“Foi uma sensação maravilhosa vencer hoje, bem no final, depois de tanta luta e esforço neste Dakar, que foi um desafio muito difícil de superar. Se tivéssemos apenas chegado ao final, já estaria satisfeito. Mas acho que essa vitória hoje foi uma recompensa pelo que fizemos até aqui. Diante disso eu quero sinceramente parabenizar os campeões Chaleco (Francisco Lopez) e Juan Pablo (Vinagre), e também meu amigo e parceiro de tantas provas Gustavo (Gugelmin), que chegou em segundo. O que fizeram tem muito valor”, destacou Varela, piloto da equipe Monster Energy Can-Am, referindo-se ao navegador catarinense que fez dupla com o piloto americano Austin Jones.


Varela e Justo (MCH Photography)









Varela e Justos (Foto MCH Photography)





























Posts recentes

Ver tudo

REVISTA DIRT ACTION

  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram