top of page

Dakar - 11a.dia - Howes reassume liderança e brasileiro vence novamente nos Quadriciclos


Marcelo Medeiros - (Marcelo Machado de Melo / Fotop)

Nesta quinta-feira (12/01) aconteceu a 10a etapa do Dakar, marcando a primeira metade da etapa de maratona do evento, na região do Empty Quarter, onde os pilotos completaram um especial cronometrado de 274 quilômetros, predominantemente composto por uma extensão aparentemente interminável de dunas. O vencedor dessa etapa foi novamente o argentino da Husqvarna, Luciano Benavides, com o australiano Daniel Sanders da GasGas em segundo, o compatriota Toby Price da KTM em terceiro, o americano da husqvarna, Skyler Howes em quarto e fechando os cinco primeiros o chileno da Honda, Pablo Quintanilla.


Luciano Benavides/Husqvarna

Com este resultado Howes reassume a liderança, mas com apenas 28 segundos à frente de Price, sinalizando que esses dois pilotos vão disputar cada quilômetro das próximas etapas para caminharam para o título da nova edição do Dakar. "Foi uma etapa muito rápida hoje, com muitas dunas – muitas dunas grandes! Eu encontrei um bom ritmo lá fora e estava fazendo um bom progresso. Eu fiquei preso na areia macia em um par de dunas e tive que me virar para atacá-las novamente. Havia um ponto de passagem que eu tinha que circular para ficar corretamente também. A moto está em ótimas condições, o que é ótimo para a etapa da maratona, só preciso manter o foco porque os tempos na classificação são muito próximos. Acho que vai ser assim até o final, o que o torna muito emocionante." afirmou Howes.


Mais uma vitória do brasileiro - Marcelo Medeiros, piloto da TAG Racing, foi o mais rápido e liderou de ponta a ponta para conquista sua segunda vitória consecutiva na 11ª etapa do 45° Dakar, entre os Quadriciclos FIM. O titular da Yamaha Raptor 700, #159, finalizou o trecho cronometrado do dia, de 274 quilômetros, num total de 427 quilômetros, entre Shaybah e Empty Quarter, em 03h50min47seg.


O brasileiro completou a etapa com mais de 6 minutos de vantagem sobre o líder Alexandre Giroud. No acumulado geral da competição, o maranhense, pentacampeão do rali dos Sertões, mantém a 11ª posição, com o total de 79h30min36seg.


Na primeira parte da etapa maratona, o grande desfio foi adentrar a região central do Empty Quarter (Quarteirão Vazio) no deserto saudita, um trajeto de resistência extrema, areias densas e dunas. Além, claro de manter a máquina inteira e sem danos, já que, neste percurso, os competidores não tem permissão ao apoio técnico de suas equipes.

“Mais um dia perfeito. Mantive um ritmo constante e me senti em “casa” por entre as dunas. Os treinos de preparação para o Dakar que realizamos nas areias e dunas no Maranhão têm ajudado muito a transpor o percurso dos últimos dois dias”, declara o maranhense que faz a sua quinta participação no Dakar.


Na etapa desta sexta-feira, 13, antepenúltima do Dakar, colocará o foco na tática perspicácia dos competidores. Na segunda metade da etapa maratona, a prova parte do acampamento no centro do Empty Quarter e segue para mais uma festa por dunas até Shaybah e quem conseguir trilhar a linha tênue entre não forçar demais o veículo e não perdendo muito tempo levará vantagem. O percurso terá 374,86 quilômetros totais e 185 quilômetros de trechos cronometrados.


O piloto da TAG Racing e seu Yamaha 700 enfrentam, durante estas duas primeiras semanas do ano, a um total de 8.422,80 quilômetros, dos quais 4.502 quilômetros serão especiais cronometrados e o restante divididos entre trechos iniciais e finais de deslocamento. O Dakar teve início no domingo, 01 de janeiro e prossegue até 15 de janeiro com chegada em Damman, no Golfo Pérsico.


Marcelo Medeiros realiza a segunda participação consecutiva na Arábia Saudita, no ano passado completou em sexto, vencendo três etapas. O piloto pentacampeão do rali do Sertões conta com outras três participações no Dakar, quando a competição aconteceu na América do Sul. Em sua estreia, em 2016, e no ano seguinte o maranhense não finalizou a prova. Em 2018, ficou em quarto lugar entre os quadriciclos.


O Dakar 2023 soma pontos para o Campeonato Mundial de Rally Cross Country (FIA e FIM). Mais informações: www.dakar.com e App Dakar Rally 2023.


Marcelo Medeiros conta com patrocínio do Governo do Estado do Maranhão, através da Lei de Incentivo Estadual ao Esporte com a empresa Centro Elétrico, no Dakar 2023.


RESULTADO 11ª ETAPA – QUADRICICLOS FIM (EXTRA-OFICIAL)

1) #159 Marcelo Medeiros, BRA, TAG Racing, Yamaha Raptor 700, 03h50min47

2) #151 Alexandre Giroud, FRA, Yamaha Racing, SMX - Drag'on, Raptor 700, 03h56min56

3) #154 Francisco Moreno Flores (ARG), Drag´On Rally Team, 03h59min23

4) #166 Giovanni Enrico (CHL), Enrico Racing, 03h59min26

5) #153 Juraj Varga (SVK), Varga Motorsport Team, 04h00min21

-

CLASSIFICAÇÃO GERAL (APÓS 11 ETAPAS)

QUADRICICLOS FIM (EXTRA-OFICIAL)

1) #151 Alexandre Giroud, FRA, Yamaha Racing, SMX - Drag'on, Raptor 700, 48h51min36

2) #154 Francisco Moreno Flores (ARG), Drag´On Rally Team, 49h52min19

3) #163 Pablo Copetti (USA), Del Amo Motorsports By Motul, 50h39min14

4) #153 Juraj Varga (SVK), Varga Motorsport Team, 51h51min28

5) #166 Giovanni Enrico (CHL), Enrico Racing, 54h07min29

11) #159 Marcelo Medeiros, BRA, TAG Racing, Yamaha Raptor 700, 72h42min07seg

-






Comments


PRO TORK.jpg
CAPA 344.jpg
capa_bike_273_mai23.png
capa_bike_GUIA23.png
POST REDE SOCIAL.png
BANNER MICHELIN JAN24.jpg
ConjuntoSPrint.gif
unnamed.jpg
unnamed (1).jpg
WhatsApp Image 2024-03-26 at 19.51.04.jpeg
bottom of page