top of page

Brasileiro de Motocross começa com muita lama em Sorocaba


Jetro Salazar, da Honda Racing, defende o título da categoria MX1 no Brasileiro de Motocross 2023. Crédito: Ney Evangelista/Mundo Press

A largada para o Campeonato Brasileiro de Motocross será neste domingo (16/4) em Sorocaba (SP). E os pilotos já começaram a sentir as dificuldades da principal competição do país nas sessões de treinos deste sábado (15/4), pois a lama, resultado das chuvas dos últimos dias, tornou a pista ainda mais desafiadora. A organização modificou a programação de treinos, reduzindo de duas para apenas uma sessão as categorias MX1 e MX2, e cancelou o da MXF.


O equatoriano Jetro Salazar, da Equipe Honda Racing, foi o terceiro mais rápido na MX1 e seu companheiro Hector Assunção, o quinto. Eles utilizam motos Honda CRF 450R. Na MX2, Luiz Filipe Filho, também da Honda Racing e com uma moto CRF 250R, marcou o sétimo tempo.


Atual campeão brasileiro MX1 e dono de cinco títulos nacionais, Jetro Salazar destacou as condições da pista. “O treino foi mudado na última hora, seriam duas sessões e ficou apenas uma. Torna-se mais difícil porque você já tem de conhecer a pista e fazer volta rápida no mesmo treino. Mas foi igual para todo mundo. Conseguiu fazer P3, para ter uma boa posição no gate de largada para este domingo, que era o meu objetivo. Temos tudo para fazer duas corridas boas e, se Deus quiser, sair com a vitória na primeira etapa”, afirmou o equatoriano.


O paulista Hector Assunção, que é dono de 11 títulos do Campeonato Brasileiro, classificou a pista como “desafiadora”, e já saiu do treino traçando planos para a bateria. “O que importa é a corrida. Estou me sentindo bem na moto e quando baixar o gate é que o bicho vai pegar”, disse o piloto.


Estreante na Honda Racing, o goiano Luiz Filipe Filho destacou o entrosamento com a nova equipe. “Foi um treino com pista bem pesada, em condições extremas, mas eu fiz o meu melhor e terminei com a P7. Mas dá para melhorar bastante amanhã. Estou me soltando cada vez mais com a moto (Honda CRF 250R) e com a equipe, me sentindo à vontade e cada dia indo em busca da evolução”, destacou o atual campeão goiano das classes MX1, MX2 e MX2Jr.


O paulista Fredy Spagnol sofreu uma queda durante os treinos. “A pista estava com bastante barro e eu caí numa reta. A moto escorregou, o meu pé travou e torceu. Não consegui terminar uma volta rápida, mas vamos fazer o possível para alinhar amanhã”, afirmou o piloto.


Por conta do barro na pista, a organização cancelou os treinos da categoria MXF. Entretanto, a gaúcha Maiara Basso aproveitou a sessão da MX3 para se familiarizar com o traçado. E ela gostou do que viu e sentiu. “A pista melhorou bastante no período da tarde, abriram várias linhas e tem apenas duas curvas que estão mais difíceis de fazer. Procurei olhar bem a pista, fiz um treino bem bom e amanhã é só dar o meu melhor. Tenho certeza de que tudo dará certo”, afirmou a heptacampeã brasileira.


A equipe Honda Racing de Motocross é patrocinada por Pro Honda, DID, Fox, Pirelli e Honda Seguros.


1ª Etapa – Campeonato Brasileiro de Motocross 2023 Local: Motódromo de Sorocaba (SP) / Rodovia João Leme dos Santos, Km 103 Ingressos: www.arena2rodas.com.br/ingressos


Resultados (cinco primeiros)

MX1 - Treino classificatório 1º Fábio Santos #38 - 2:04.831 2º Lucas Dunka #34 - 2:08.616 3º Jetro Salazar #60 - 2:09.792 - Honda CRF 450R 4º Jean Ramos #992 - 2:09.980 5º Hector Assunção #30 - 2:11.296 - Honda CRF 450R

MX2 - Treino classificatório 1º Gabriel Mielke #102 - 2:14.377 2º Henrique Henicka #202 - 2:17.593 3º Be Tiburcio #3 - 2:19.755 4º Tomas Moyano #49 -2:25.423 5º Marcelo Leodorico #244 - 2:25.814 7º Luiz Filipe Júnior #148 - 2:28.72 - Honda CRF 450R


Programação*


Domingo (16/4)

Warm-Up Das 8h às 08h15 - MX2 Das 8h20 às 8h35 - MX1 Das 8h40 às 08h55 - MX4 Das 9h às 9h15 - MXF Das 9h20 às 9h25 - MXJR Das 9h30 às 9:45 - MX3 Manutenção de pista (duração: 15min)


Provas 10h20 - MX4 - 15 min. + 2 voltas 10h50 - MXF - 15 min. + 2 voltas 11h15 - Pódio classes: MX4 / MXF Manutenção de pista (duração: 1h)


12h - MX2 - 30 min. + 2 voltas 13h - MX1 - 30 min. + 2 voltas 14h - MXJR - 20 min. + 2 voltas 14h40 - MX3 - 20 min. + 2 voltas 15h15 - Pódio das classes: MXJR e MX3 Manutenção de pista (duração: 30min)


15h50 - Elite MX, MX1 e MX2 - 30 min. + 2 voltas 16h30 - Pódio das classes: Elite MX, MX1 e MX2.


*A programação é fornecida pela organização do evento e está sujeita a alterações.





PRO TORK.jpg
Capa 341.jpg
capa_bike_273_mai23.png
capa_bike_GUIA23.png
BANNER MICHELIN JAN24.jpg
bottom of page