• DirtAction

Brasileiro de Enduro FIM - Destaque para Crivilin


Bruno crivilkin/Honda - Foto janjão santiago/Mundo Press

A equipe Honda Racing manteve o domínio nas disputas das principais categorias após a quarta e penúltima etapa do Campeonato Brasileiro de Enduro 2020, encerrada nesta segunda-feira (2/11), em Rio Negrinho (SC). Bruno Crivilin (classe E1), Vinicius Calafati (E3) e Gabriel Soares (E2) finalizaram nas três primeiras colocações, respectivamente, a Enduro GP - que envolve os pilotos mais rápidos da competição. Eles também venceram a prova nas suas categorias. Realizada em rodada tripla, a competição teve oito voltas em um circuito de 46 quilômetros, incluindo deslocamentos e três especiais (trechos cronometrados) de Enduro Teste.

Como na etapa passada, Bruno Crivilin foi o mais rápido em todas as passagens. Com a CRF 250RX, o capixaba novamente mostrou porque é um dos melhores pilotos do país. “Fizemos uma etapa típica da região sul, com um pouco de frio, chuva, calor, piso seco e chuva de novo. Andei forte, mantive um bom ritmo e estou feliz em ganhar os três dias de novamente”, conta o atual bicampeão brasileiro de Enduro nas classes Enduro GP e E1. 

Com o resultado, Crivilin sobe para a segunda colocação na classificação do campeonato da Enduro GP, com 200 pontos, e mantém a terceira posição na E1, sem considerar o descarte. Ele não disputou a segunda rodada, porque estava nas duas primeiras etapas do Mundial de Enduro, na França e na Itália, onde conquistou dois pódios históricos para o país na classe J1, para pilotos até 23 anos e com motos até 250cc. Assim que terminou a última especial do dia, o piloto Honda já partiu para o aeroporto para embarcar para Portugal, local das duas etapas finais do Mundial, marcadas para os dois próximos fins de semana.

Mesmo com a terceira colocação na geral da etapa, Gabriel Soares mantém a liderança da Enduro GP, com 210 pontos, e da E2, com 244. “Estou satisfeito com a minha pilotagem e com o resultado. As especiais estavam boas, a chuva não me atrapalhou e consegui colocar velocidade”, declara o mineiro, que acelerou a moto CRF 450RX.

Com o mesmo modelo, Vinicius Calafati venceu a E3. “Foram três especiais em um bom terreno e bem difíceis. Mesmo com diferenças nas voltas, umas mais lisas e outras mais secas, o ritmo de pilotagem não foi atrapalhado”, resume o piloto paulista, que lidera a categoria com 239 pontos e está em terceiro na geral. com 195.

Sem a categoria EF, exclusiva para mulheres nesta etapa, Bárbara Neves novamente disputou a prova com os homens na classe EJ. “As especiais serviram como um grande treino para o Mundial Feminino de Enduro – que será realizado nos dias 13, 14 e 15 de novembro, em Portugal. Acelerei a CRF 250RX, que é a mesma moto que vou usar lá. Como a etapa teve um pouco de tudo, chuva, sol, piso liso e seco, foi um treinamento bem completo”, ressalta a goiana bicampeã latino-americana e brasileira de Enduro. Ela finalizou a etapa de Rio Negrinho em sexto lugar na EJ.

A equipe Honda Racing de Enduro FIM é patrocinada por Pro Honda, ASW, Alpinestars, DID e Seguros Honda.

Edgers Factory Team – Assim como o time principal, a equipe satélite da Honda de Enduro finalizou mais uma etapa com vitória e liderança das categorias EJ e E4, com Nicolás Rodriguez e Tiago Wernersbach, respectivamente. Patrik Capila fechou em segundo na E2, mesma posição que ocupa na corrida pelo título da classe, e está em quarto na Enduro GP. Gabriel Mattos concluiu a etapa na segunda posição na EJ e segue vice-líder da categoria.

Resultados – 4ª prova – Rio Negrinho-SC (três primeiros)

Enduro GP 1º – Bruno Crivilin – 75 pontos  2º – Vinicius Calafati – 66 pontos 3º – Gabriel Soares – 58 pontos

E1 1º – Bruno Crivilin – 75 pontos 2º – Luciano Paiva – 66 pontos 3º – Felipe Wermuth – 60 pontos

E2 1º – Gabriel Soares – 72 pontos  2º – Patrik Capila – 69 pontos  3º – Gustavo Pellin – 60 pontos 

E3 1º – Vinicius Calafati – 75 pontos  2º – Rômulo Bottrel – 66 pontos 3º – Vitor Garcia – 66 pontos 

EJ 1º – Nicolás Rodriguez – 65 pontos  2º – Gabriel Mattos – 61 pontos  3º – Felipe Cantu – 60 pontos

E4 1º – Tiago Wernersbach – 72 pontos  2º – Fernando Pereira – 69 pontos 3º – Sidinei Fortes – 56 pontos

E230 1º – Matheus Viana – 69 pontos 2º – Luciano Rocha – 50 pontos  3º – Diego Basílio – 42 pontos


E35 1º – Humberto Cadori Filho – 75 pontos 2º – Maurício Sedei – 66 pontos 3º – Aloizio de Assis Filho – 60 pontos


E40 1º – Adriano de Ávila – 72 pontos  2º – Rodrigo da Silva – 67 pontos 3º – José Mário da Fonseca – 62 pontos


E45 1º – Orlei Brazaca – 75 pontos  2º – Fernando Spindler – 64 pontos 3º – Luciano Frozi – 60 pontos


E50 1º – Vilson Pezzini – 75 pontos  2º – Fernando Zanotto – 66 pontos 3º – Maricélio Kons – 60 pontos


EAmador 1º – Maurício Quadros – 75 pontos 2º – Vinícius Aguilar – 66 pontos 3º – Stevan Pedott – 60 pontos


Classificação do Brasileiro de Enduro após quatro provas (três primeiros)

Enduro GP 1º – Gabriel Soares – 210 pontos  2º – Bruno Crivilin – 200 pontos  3º – Vinicius Calafati – 195 pontos 


E1 1º – Loandro Anton – 235 pontos 2º – Luciano Paiva – 204 pontos 3º – Bruno Crivilin – 200 pontos


E2 1º – Gabriel Soares – 244 pontos  2º – Patrik Capila – 226 pontos  3º – Gustavo Pellin – 198 pontos 


E3 1º – Vinicius Calafati – 239 pontos  2º – Rômulo Bottrel – 225 pontos 3º – Vitor Garcia – 206 pontos 


EJ 1º – Nicolás Rodriguez – 240 pontos  2º – Gabriel Mattos – 161 pontos  3º – Felipe Cantu – 124 pontos


E4 1º – Tiago Wernersbach – 244 pontos  2º – Fernando Pereira – 224 pontos 3º – Sidinei Fortes – 116 pontos


E230 1º – Luciano Rocha – 197 pontos  2º – Matheus Viana – 176 pontos 3º – Jonas Sawan – 106 pontos


E35 1º – Aloizio de Assis Filho – 219 pontos  2º – Humberto Cadori Filho – 199 pontos 3º – Maurício Sedei – 194 pontos


E40 1º – Adriano de Ávila – 247 pontos  2º – Júlio César Moreira – 157 pontos 3º – Rodrigo da Silva – 149 pontos


E45 1º – Luciano Frozi – 185 pontos 2º – Fernando Spindler – 168 pontos 3º – Fábio Bizarria – 159 pontos


E50 1º – Levi Tesch – 175 pontos  2º – Fernando Zanotto – 164 pontos 3º – Vilson Pezzini – 119 pontos


EF 1º – Bárbara Neves – 122 pontos 2º – Gabriela Zanotto – 66 pontos 3º – Isadora Aparecida – 47 pontos


EAmador 1º – Fabrício Theiss – 218 pontos 2º – Stevan Pedott – 140 pontos 3º – Thyrso Carmona – 122 pontos


Youth 1º – Jean Zandonadi – 125 pontos 2º – Vinícius Aguilar – 108 pontos 3º – Gabriel Zatorski – 62 pontos

REVISTA DIRT ACTION

  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram