top of page

Brasileiro de Enduro - Crivilin é destaque em Santa Catarina


Bruno Crivilin/Honda - Crédito: Dines Zamai

A prova de Novo Horizonte, no Oeste de Santa Catarina, a terceira do calendário 2021, fez sucesso entre os participantes do Campeonato Brasileiro de Enduro. O evento é inédito na região e trouxe trilhas de alto nível técnico, marcadas por chão liso e raízes aparentes de árvores, além do frio, também típico do local. O piloto capixaba Bruno Crivilin, da equipe Honda Racing, foi o vencedor da categoria E1 – cuja liderança segue com o catarinense Loandro Anton (Pro Tork). Já na E2, o destaque foi o mineiro Rômulo Bottrel (Pro Tork), que com a vitória assume a liderança no ranking da classe.

Dentro e fora das trilhas, os objetivos foram atingidos, como mostra Maurício Brandão, promotor do Brasileiro de Enduro. “A prova foi bem recebida pelo motoclube responsável pela organização local, o Trilheiros do Horizonte, que mostrou muito esforço, dedicação e vontade de fazer acontecer. Mesmo com as dificuldades adicionais, por conta do momento que estamos vivendo em função da pandemia de coronavírus, o pessoal se esforçou e juntos conseguimos realizar todas as medidas preventivas. Tivemos o apoio total da Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria de Saúde, que viabilizou os testes para Covid-19 e a estrutura para dar a segurança necessária à população local e aos participantes”, conta.


Romulo Bottrel/Pro Tork KTM - Crédito: Dines Zamai

O percurso em Novo Horizonte contou com 35 quilômetros, incluindo três especiais (trechos cronometrados): o Enduro Teste TM / DYVA, com 3,5 km; o Enduro Teste KTM, que somou 7 km; e o Enduro Teste Honda, com 5,5 km. Os participantes completaram três voltas no circuito a cada dia, sendo que a base do evento foi o Campo Municipal. A prova valeu como rodada dupla e ainda somou pontos para o Campeonato Catarinense da modalidade.

Barbara Neves/Honda - Foto Fabricio Macedo/Mundo Press


“A parte técnica também foi muito bem executada, de forma exemplar, pelo pessoal do Trilheiros do Horizonte. Eles cumpriram cada função com o máximo de empenho, o que foi fundamental para o sucesso do evento. A consequência desse trabalho foi uma prova perfeita. A qualidade das trilhas foi adequada ao campeonato. Tudo isso abre grandes possibilidades para o futuro, já que estamos na metade da competição. Estamos ainda mais otimistas para as provas seguintes, que serão nos Estados do Espírito Santo, Rio Grande do Sul e São Paulo”, conclui Brandão. A próxima rodada dupla está marcada para os dias 7 e 8 de agosto, em Aracruz (ES).

Adriano de Ávila - Crédito: Dines Zamai

Crédito: Dines Zamai

Provas - Na categoria E1 vitória de Bruno Crivilin (Honda) seguido por Loandro Anton (Pro Tork/KTM) e Fernando Juruna. Rómulo Bottrel (Pro Tork/KTM) venceu a E2 seguido por Ian Salazar e Andersn da Luz. Na E3 primeiro lugar para Nicolas Rodriguez, seguido por Vitor Borges e Cássio Moretto. Patrik Capila com Felipe Cantu em segundo e Bruno Schmitz em terceiro. Alexandre Valadares foi o vencedor da E4, seguido por Flávio Volpi e Felipe Legarrea. Gustavo Pelin foi primeiro na E35, seguido por Phabulo Calheiros e Felipe Wermuth. Os demais vencedores desta terceira etapa do brasileiro foram Báarbara Neves na EF, Adriano de Ávila na E40, Jober Zambialdi na E45, Laurindo Zatorski FIlho na E50, Bruno Campos na EAmador Nacional e Maurício de Quadros na EAmador Importada.

Confira o que disseram os vencedores da prova de Novo Horizonte:

Bruno Crivilin (equipe Honda Racing, vencedor da categoria E1) – “Foi um fim de semana legal, divertido, e quando a gente se diverte o resultado chega. Estou contente com os dois dias de corrida, a prova estava muito boa, típica da região Sul, com chão liso, mas eu gosto do terreno. Agora vou descansar para já embarcar para Europa, porque sigo na jornada do Campeonato Mundial. Estou muito feliz em poder rever os amigos e estar com a equipe Honda Racing no Brasileiro.”

Rômulo Bottrel (equipe Pro Tork, vencedor da E2) – “A prova foi muito boa e as especiais estavam bem técnicas, com muitas raízes e pedras soltas, sem margem para erros. Consegui andar muito bem no primeiro dia e venci a categoria. Entrei bem focado para repetir o resultado no segundo dia e consegui vencer novamente.”

Nicolás Rodriguez (equipe Race Tech, vencedor da E3) – “A prova foi bem dura, em lugar com terreno muito liso e bastante pedra. Eu me senti muito bem e saí com a vitória na categoria E3 nos dois dias. Foi um resultado muito bom para o campeonato.”

Patrik Capila (equipe MXF, vencedor da EJ) – “Mais uma etapa do Campeonato Brasileiro cumprida. Estive bem física e mentalmente no fim de semana inteiro, a minha moto estava perfeita e as especiais, bem longas e técnicas – o que fez bastante diferença para quem estava com o preparo físico em dia. Consegui sair com a vitória na categoria e manter a liderança. Estou bem feliz e vamos para Aracruz, que é no Espírito Santo, o meu Estado, onde será a próxima etapa do Brasileiro. Vamos com tudo.”

Alexandre Valadares (equipe Q4, vencedor da E4) – “Eu me senti muito bem na moto durante a prova, consegui baixar os tempos e a vitória veio. Gostei demais do terreno e do Enduro Teste KTM, que era uma especial bem longa e que demorava uns 16 minutos para completar. Lá foi onde mais eu consegui baixar os meus tempos. Foi muito bom.”

Gustavo Pellin (equipe Timeline Racing, vencedor da E35) – “Consegui ganhar a categoria. Foi uma prova muito divertida, as trilhas eram bem parecidas com as da região onde eu ando, no Rio Grande do Sul. Andei com cautela, para não me machucar, e ainda foi um ótimo treino para o Six Days. Deu tudo muito certo.”

Adriano de Ávila (equipe Q4, vencedor da E40) – “Eu gostei bastante da prova, apesar de ser muito frio na região, que tem um terreno bem diferente de onde eu moro, em Minas Gerais. Consegui andar bem, desenvolver um bom ritmo, e acabei levando a vitória da E40.”

Jober Zambialdi (vencedor da E45) – “Foi excelente, a prova foi muito bem organizada e acho que todos tiveram uma experiência excepcional. Venho para me divertir e ninguém se machucou, então para mim a prova foi 100%, só alegria.” Laurindo Zatorski Filho (vencedor da E50) – “A prova foi bem desafiadora, porque o terreno estava liso e com bastante pedra. No primeiro dia não fui tão bem, fiquei preso em um rio, o que me custou o primeiro lugar. Mas fui para cima no segundo dia, em busca da recuperação, e andei forte para ganhar a categoria.”

Bruno Campos (vencedor da EAmador Nacional) – “É a primeira vez que participo do Brasileiro de Enduro. Foi uma prova bem bacana, mas foi puxada, porque eu só costumava participar de provas regionais, de um dia de duração. Tive a oportunidade de correr no Brasileiro e mandei ver. Treinei bastante para isso e consegui a vitória.”

Maurício de Quadros (vencedor da EAmador Importada) – “A prova foi muito bem organizada, parabéns a todos os envolvidos. As especiais foram longas, típicas da nossa região, com muita raiz e pedra, e gostei bastante.”

O Campeonato Brasileiro de Enduro 2021 é patrocinado por Honda, copatrocinado por TM Racing, DYVA e KTM e tem o apoio de Motorex, Edgers, Tech Ride, Airoh Helmet, MR Pro Braces, Borilli Racing, Race Tech, Parts 57, Sig Visual, BMP, BMS Racing, Soul MX Trilha, America Sports, Motofire, Dica, MCorse, Bamba Racing, Freeride Spirit, Jeri Adventure Ride, AdvenTour Brasil, Brasil Moto Tour, Café 3Z e Federação dos Cafeicultores do Cerrado. A prova de Novo Horizonte (SC) conta com o apoio da Prefeitura Municipal, da Federação Catarinense de Motociclismo (presidente Marisergio Kons “Pezão”) e Trilheiros do Horizonte.

Campeonato Brasileiro de Enduro 2021

Classificação após três provas (três primeiros)

E1 1º – Loandro Anton – 138 pontos 2º – Fernando Juruna – 124 pontos 3º – Bruno Crivilin – 100 pontos


E2 1º – Rômulo Bottrel – 138 pontos 2º – Ian Salazar – 120 pontos 3º – Vinicius Calafati – 100 pontos


E3 1º – Vitor Borges Garcia – 134 pontos 2º – Nicolás Rodriguez – 128 pontos 3º – Lucas Dunka – 50 pontos


EJ 1º – Patrik Capila – 139 pontos 2º – Luciano Rocha – 107 pontos 3º – Gabriel Mattos – 101 pontos

E4 1º – Alexandre Valadares – 132 pontos 2º – Flávio Volpi – 120 pontos 3º – Pedro Bessa – 113 pontos


E35 1º – Felipe Wermuth – 121 pontos 2º – Phabulo Calheiros – 118 pontos 3º – Aloizio de Assis Filho – 111 pontos


E40 1º – Adriano de Ávila – 147 pontos 2º – Rodrigo da Silva – 133 pontos 3º – Tarciso de Jesus – 75 pontos

E45 1º – Márcio Tazinazzo – 118 pontos 2º – Orlei Brazaca – 93 pontos 3º – Frederico Garcia – 89 pontos


E50 1º – Laurindo Zatorski Filho – 147 pontos 2º – Levi Tesch – 117 pontos 3º – Júlio César Pereira – 101 pontos


E55 1º – Manoel Simas – 100 pontos 2º – Fabio Filipponi – 52 pontos 3º – Cícero Kuntz – 50 pontos


EF 1º – Bárbara Neves – 50 pontos 2º – Líbera Costabeber – 22 pontos

EAmador Nacional 1º – Leandro Dias – 99 pontos 2º – Jonas Sawan – 92 pontos 3º – Valter Pimenta – 82 pontos


EAmador Importada 1º – Maurício de Quadros – 147 pontos 2º – Jonathan Araújo – 124 pontos 3º – Claudiney Couto – 101 pontos


Youth 1º – Jean Zandonadi – 100 pontos 2º – Vinícius Aguilar – 80 pontos 3º – Bruno Massa – 60 pontos


Infantil 1º – Pedro Henrique Spindler – 47 pontos 2º – João Victor Legarrea – 47 pontos 3º – João Pedro Gruli – 40 pontos

Cadete 1º – Estevão Rangel – 50 pontos 2º – Mateus Antunes – 44 pontos 3º – Felipe Oliveira – 40 pontos


Juvenil 1º – Danilo Sfalsim – 50 pontos 2º – Pedro Ferro – 44 pontos 3º – Gabriel Kons – 40 pontos


Feminina (Kids) 1º – Kamile Martins – 47 pontos 2º – Gabriela Azevedo – 47 pontos 3º – Lara Gabriela – 40 pontos


Resultados (três primeiros) / 3ª prova – Novo Horizonte (SC)

E1 1º – Bruno Crivilin – 50 pontos 2º – Loandro Anton – 44 pontos 3º – Fernando Juruna – 40 pontos


E2 1º – Rômulo Bottrel – 50 pontos 2º – Ian Salazar – 42 pontos 3º – Anderson da Luz – 42 pontos


E3 1º – Nicolás Rodriguez – 50 pontos 2º – Vitor Borges Garcia – 44 pontos 3º – Cassio Moreto – 40 pontos


EJ 1º – Patrik Capila – 50 pontos 2º – Felipe Cantu – 44 pontos 3º – Bruno Schmitz – 40 pontos

E4 1º – Alexandre Valadares – 47 pontos 2º – Flávio Volpi – 45 pontos 3º – Felipe Legarrea – 42 pontos


E35 1º – Gustavo Pellin – 50 pontos 2º – Phabulo Calheiros – 42 pontos 3º – Felipe Wermuth – 42 pontos


E40 1º – Adriano de Ávila – 50 pontos 2º – Rodrigo da Silva – 42 pontos 3º – Pablo Zanchet – 42 pontos

E45 1º – Jober Zambialdi – 47 pontos 2º – Orlei Brazaca – 43 pontos 3º – Fernando Spindler – 40 pontos


E50 1º – Laurindo Zatorski Filho – 47 pontos 2º – Júlio César Pereira – 47 pontos 3º – Levi Tesch – 40 pontos


EAmador Nacional 1º – Bruno Campos – 50 pontos 2º – Gabriel Tizoni – 42 pontos 3º – Miguel Tizoni – 38 pontos

EAmador Importada 1º – Maurício de Quadros – 50 pontos 2º – Adriano Santana – 40 pontos 3º – Jonathan Araújo – 38 pontos







































Comments


PRO TORK.jpg
CAPA 344.jpg
capa_bike_273_mai23.png
capa_bike_GUIA23.png
POST REDE SOCIAL.png
BANNER MICHELIN JAN24.jpg
ConjuntoSPrint.gif
unnamed.jpg
unnamed (1).jpg
WhatsApp Image 2024-03-26 at 19.51.04.jpeg
bottom of page