• DirtAction

Abertura dos Brasileiro e Pro Tork Gaúcho de Velocross reúne mais de 300 pilotos


A pequena Tupanciretã (RS), cidade no coração do Rio Grande do Sul, viveu dias movimentados no último final de semana, 10 e 11 de outubro. Na ocasião, o município de 25 mil habitantes sediou a abertura dos campeonatos Brasileiro e Pro Tork Gaúcho de Velocross 2020. O evento foi promovido pela Federação Gaúcha de Motociclismo - FGM.


Foram mais de 320 pilotos em disputa, representando diversos estados e regiões do Brasil. Há meses sem participar de corridas, enfim eles puderam saciar a sede de acelerar em uma prova de nível nacional. Desta forma, aproveitaram a pista do Parque Motonáutico, que nunca tinha recebido um Brasileiro.


A competição foi fechada para visitantes em virtude da pandemia. Apesar disso, milhares de pessoas acompanharam tudo pelas transmissões ao vivo realizadas pelas páginas da FGM no Facebook e YouTube.



Rafael Faria vence na VX1


Ao todo, foram 22 categorias levantando poeira no traçado. A principal, a VX1, teve vitória de Rafael Faria, atual campeão Brasileiro das classes VX1, VX2 e Nacional 230 Pró. O piloto do Paraná se recupera de uma lesão recente e precisou fazer uma prova defensiva.


“Em virtude da recuperação não consegui treinar na última semana e, por isso, entrei na pista com pouca confiança. Na 230 me envolvi num acidente e terminei lá atrás. Já na VX1 consegui me manter entre os primeiros e acabei vencendo. Mas sei que nosso potencial é muito maior, então vamos trabalhar bastante para as próximas etapas”, comentou.


Os gaúchos também foram destaque no evento, obtendo troféus em diversas categorias. Entre eles esteve Artur Costa Barcelos, primeiro colocado na Intermediária VX1. “Este será meu primeiro ano pelo Brasileiro e já estreamos com vitória. Foi uma disputa de nível muito alto, mas adoro correr em pistas arenosas e me senti em casa”, destacou o atleta de 18 anos, de Tapejara (RS).


Um dos organizadores do evento e vencedor nas categorias VX45 Especial e VX50 Especial, Julio Cezar Balzan se sentiu realizado como piloto e também como realizador do encontro. “Treinamos muito para vencer em casa e estou muito feliz com o resultado positivo. Além disso, alegre pela presença de todos que compareceram e trouxeram sua energia positiva”, agradeceu.


Em consequência dos desdobramentos da pandemia, o Campeonato Brasileiro de Velocross será mais curto em 2020. Estão previstas três etapas, sendo a próxima para 31 de outubro e 1º de novembro, no Paraná. Já o Pro Tork Gaúcho deve retornar em novembro, em data e cidade a serem divulgados.


Resultados


Minimotos

1 - Lucas Antonio Ruwer

2 - Rafael Ritter Wovst

3 - Davi Luis Pilz

4 - Leonardo Sirena

5 - Guilherme Treicha

TR100 Infantil

1 - Luis Gustavo Walter Pino

2 - Kamila Buche


65cc

1 - Lucas Matos

2 - Luis Gustavo Walter Pino

3 - Eric Gustavo Paini

4 - Bernardo Fontana

5 - Luan Carlos Durante


Junior

1 - Pietro Piroli

2 - Gabriel Bilhar

3 - Ighor Tessaro

4 - Gabriel Medeiros Oliveira

5 - João Vitor Lima


VXF Nacional

1 - Ana Claudia Fietz

2 - Janaina Palmira Scheffer

3 - Kamila Rocha

4 - Pryscilla Neves da Silva

5 - Stefanie Dal Ri Gallas


VXF Especial

1 - Maiara Basso

2 - Tayná Zolet

3 - Pryscilla Neves da Silva

4 - Barbara Pancera

5 - Sabrina Costa


230cc Original (Light)

1 - Lorenzo Meira Machado

2 - Eduardo Antunes

3 - Gabriel Schiefelbein

4 - Gustavo Andre Schons

5 - Ronei Curzel


Nacional 250 Intermediária

1 - João Guilherme Benedusi

2 - Jader Martini

3 - Jefferson Serafim Batista

4 - Douglas de Oliveira

5 - Giovani Araldi


Nacional 250 Pro

1 - Mauro Brazaca Júnior

2 - Alex Junior Assmann

3 - Anthony Gervasio

4 - Antonio Edu Brazaca

5 - Pedro Henrique Silva


Força Livre Nacional

1 - Vinícius Rigol

2 - Anthonny Gervasio

3 - Alex Júnior Alarcon

4 - Antonio Edu Brazaca

5 - Edinilson Batista (Dito)


VX3 Nacional

1 - Edinilson Batista (Dito)

2 - Leandro Lemos

3 - Elizandro Cezar Costa

4 - José Augusto Arpino Criz

5 - Marcio Dierschnabel


VX4 Nacional

1 - Elizandro Cezar Costa

2 - Sandro Tatu Alexandre

3 - Luciano de Conto

4 - José Augusto Arpino Criz

5 - Giovani Fernando Pick


VX45 Nacional

1 - Giovani Fernando Pick

2 - Edinaldo Sedran

3 - Adriano Pupp

4 - Rafael Valentini

5 - Everton Marchezan


VX50 Nacional

1 - Ernei Kaminski

2 - Gilmar Bianquezzi

3 - Giovani Coletoo

4 - João Candido Machado

5 - Evandro Dutra Andrade


Intermediária VX1

1 - Artur Costa Barcelos

2 - Francisco Rolim

3 - Mikael da Luz Teixeira

4 - Maurício Miorando

5 - Gabriel Schiefelbein


Intermediária VX2

1 - Lorenzo Meira Machado

2 - Matheus Gasso Hernandes

3 - Gonzalo Josué da Silva

4 - Gabriel Menegusso

5 - Alvaro Neto


VX2 Especial

1 - Lucas Favero Basso

2 - Pedro Henrique Silva

3 - Leonardo Lizott

4 - Mauro Brazaca Junior

5 - Jordan Prade Martini


VX1

1 - Rafael Faria

2 - Francisco Rolim

3 - Lucas Favero Basso

4 - Jordan Prade Martini

5 - Leonardo Lizott


VX3 Especial

1 - Leandro Lemos

2 - Juliano Carlos Mercali

3 - Edinilson Batista (Dito)

4 - Luciano de Oliveira

5 - Emerson Kruschardt


VX4 Especial

1 - Paulo Stedile

2 - Rodrigo Volcan Tajes

3 - Elizandro Cezar Costa

4 - Luciano de Conto

5 - Julio Cesar Balzan


VX45 Especial

1 - Julio Cezar Balzan

2 - Giovani Fernando Pick

3 - Fabiano Guimarães Ribeiro

4 - Fernando Sanches

5 - Nasri Sarkiss


VX50 Especial

1 - Julio Cesar Balzan

2 - Fernando Sanches

3 - Nasri Sarkiss

4 - Renato Augusto Bonfantti

5 - Leo Lopes


*Fotos: Guilherme Augusto e Tiago Racecross


Os campeonatos Pro Tork Gaúcho de Motocross e Pro Tork Gaúcho de Velocross têm patrocínio oficial de PRO TORK, a maior fábrica de moto peças da América Latina; BORILLI RACING, Pneus Off Road – A nossa vida é OFF ROAD; e YAMAHA RACING, Concessionárias Moto Sport.












REVISTA DIRT ACTION

  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram